frase do dia: ‘a homofobia é mais uma constatação da perda da ternura no mundo, ser
preconceituoso com os LGBTs é retroceder; além de prejudicar o crescimento humano.’

(letícia spiller - atriz brasileira)

última atualização: 19/08/2009 20:36:42

domingo, 5 de outubro de 2008

sombra e luz (10)

Em 15 de maio, a Suprema Corte da Califórnia aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo no estado. Entretanto, um grupo contrário à união de casais gays conseguiu reunir as assinaturas necessárias para organizar uma consulta popular sobre o caso. O referendo, chamado de ‘Proposition 8’ (Proposta 8) é uma iniciativa que exige a proibição destes casamentos destacando que o casamento se limitará a um homem com uma mulher. A medida que revoga essa decisão será votada legalmente nas eleições presidenciais de novembro nos Estados Unidos, paralelamente à eleição presidencial americana.

O produtor Bruce Cohen, está envolvido na campanha para derrotar essa iniciativa, assim como astros de Hollywood também já se manifestaram publicamente contrários à 'Proposition 8'. Brad Pitt e Steven Spielberg doaram, respectivamente, 100 mil dólares ao grupo ‘Californianos Contra a Eliminação dos Direitos Básicos’ que luta contra o projeto.

Diversas empresas multinacionais também têm se manifestado contrárias ao projeto. Entre elas estão Levi’s, Pepsi, AT&T e Google. A grife de roupas doou US$ 25 mil argumentando que esta doação é coerente com sua história de apoio aos direitos civis. A Google, através do blog do seu co-fundador, Sergey Brin, comunicou sua postura a favor do matrimônio entre iguais e convoca os habitantes da Califórnia a se manifestarem contra a ‘Proposição 8’. O ‘New York Times’, um dos jornais mais influentes dos Estados Unidos, declarou através de seu editorial ser também contra a proposta.

Os pastores de 33 igrejas dos Estados Unidos pediram a seus fiéis que não votem no candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, nas próximas eleições, violando assim uma lei de isenção de impostos (uma lei de 1954 que proíbe que as organizações isentas do pagamento de impostos, como congregações religiosas, se envolvam em campanhas políticas e declarem apoio a um ou outro candidato). Em alguns casos os pastores estimularam seus fiéis a votarem no candidato republicano à Presidência dos EUA, John McCain.

Votar em Obama ‘demonstra uma grave esquizofrenia moral’, disse em seu sermão o reverendo Ron Johnson Jr. do Estado de Indiana. Segundo este pastor, as posições de Obama sobre o aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo ‘contrariam diretamente a verdade de Deus, como revelam as Escrituras’. Jody Hice, pastor na Geórgia, afirmou que após uma comparação entre os dois candidatos chegou à conclusão de que o ‘candidato republicano tem uma visão mais bíblica’.

O Fundo de Defesa da Aliança (ADF) foi quem coordenou a ação de dezenas de pregadores e pastores que disseram a suas congregações que os cristãos não podem votar em Obama, centenas de igrejas tinham se oferecido para participar, mas apenas 33 foram escolhidas.

Um comentário:

Gospel disse...

Ahhh!!!! Estava lendo este post, pois escrevi, lá no Gospel, em resposta a vc (nos comentários), sobre esse disparate da liga bíblica do sul (USA). Basicamente a mesma coisa. Ainda não tinha lido esse aqui...

Mara, eu tenho medo dos evangélicos! rsrsrs