frase do dia: ‘a homofobia é mais uma constatação da perda da ternura no mundo, ser
preconceituoso com os LGBTs é retroceder; além de prejudicar o crescimento humano.’

(letícia spiller - atriz brasileira)

última atualização: 19/08/2009 20:36:42

sexta-feira, 11 de julho de 2008

campanha espanhola, memorial alemão e embaixada britânica

ativistas espanhóis fazem campanha contra doações à igreja

A Federação Estatal de Lésbicas, Gays, Transexuais e Bissexuais (FELGTB) espanhola iniciou sua campanha "Nem um centavo a quem te discrimina; na declaração de imposto de renda, marque outros fins sociais". A campanha, realizada desde 1999 e que se repete todo ano, coincide com o início das declarações de imposto de renda para pessoas físicas. O objetivo é articular uma resposta da sociedade civil de rechaço aos despropósitos constantes e reafirmados pela igreja católica em relação a temas como igualdade e dignidade de Lésbicas, Gays, Transexuais, Bissexuais e igualdade das mulheres; violência de gênero, pesquisas com células tronco, aborto, prevenção à HIV/Aids e uso de preservativos. A campanha pretende mostrar à igreja católica que sua atitude retrógrada, machista e homofóbica precisa mudar e que cada vez menos encontrará cúmplices para o sofrimento e discriminação que provoca.

alemães inauguram monumento aos homossexuais

O prefeito de Berlim e o ministro da cultura alemão inauguraram um monumento em homenagem aos homossexuais perseguidos durante o regime do nazismo. O novo monumento está localizado bem próximo ao Portão de Brandenburgo e é o símbolo mais visível do sofrimento a que Gays e Lésbicas foram submetidos pela ditadura de Hitler. Construído a partir da junção de 2.711 blocos de concreto com diferentes alturas, a obra é assinada pelo arquiteto norte-americano Peter Eisenman. Formado por um cubo suspenso sobre colunas, o monumento possui uma janela de onde se pode avistar um casal homossexual se beijando. À frente do monumento pode-se ler a seguinte frase: "Com este monumento, a República Federativa da Alemanha deseja honrar as vítimas de perseguição mantendo viva a memória da injustiça e mostrando um símbolo contra a intolerância, a hostilidade e a marginalização de gays e lésbicas". Acredita-se que durante o Terceiro Reich, mais de 54 mil homossexuais tenham sido presos e mais de 7 mil executados nos campos de concentração.


A embaixada britânica, em Brasília, hasteou a bandeira do arco-íris
para prestar apoio à luta contra a homofobia. A bandeira do Movimento
Gay ficará hasteada ao lado da bandeira do Reino Unido.

Um comentário:

Tamara Mayfair disse...

E enfim o mundo começa a entender que não pode mais ficar dando as costas ao que existe desde sempre. Resta saber quanto tempo mais levaremos pra ser aceitos sem precisar ficar usando de subterfúgios e luta contra o preconceito ainda massivo!