frase do dia: ‘a homofobia é mais uma constatação da perda da ternura no mundo, ser
preconceituoso com os LGBTs é retroceder; além de prejudicar o crescimento humano.’

(letícia spiller - atriz brasileira)

última atualização: 19/08/2009 20:36:42

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

homenagem a um atleta gay: stanislav tanchev


Stanislav Tanchev é um triatleta búlgaro. Criado em plena era comunista da Bulgária, enfrentou a doutrina política e social vigente e a resistência que existe no esporte e assumiu a sua homossexualidade. Seu objetivo era ser um grande corredor, pequeno ainda, com apenas nove anos correu 10 km pela primeira vez. Aos 18 anos venceu o seu primeiro campeonato na Rússia.

Com uma úlcera, teve que parar e foi trabalhar em uma companhia de transportes, onde o retorno financeiro era ótimo, e começou a namorar um estilista com quem tinha tudo, mas a sua paixão pelas corridas não era compatível com esse estilo de vida o que o fez largar tudo e perseguir o seu sonho.

Voltou a treinar e nas horas vagas era modelo nos desfiles de seu namorado. Em 1998, com 23 anos, Tanchev ganhou a sua primeira medalha, de prata, no Campeonato Nacional e passou a treinar como ciclista, ganhando medalha de bronze em competições nacionais. O próximo passo foi a natação e em 2001 foi considerado o terceiro melhor triatleta da Bulgária.

Em 2003 participou do EuroGames em Copenhagem seu primeiro campeonato gay e desde então abraçou a causa dos atletas homossexuais do seu país de origem. O primeiro atleta búlgaro assumido e talvez o único de toda a Europa Oriental, defensor dos atletas gays tornou-se respeitado e fundou o primeiro clube esportivo do país, o ‘Tangra Bulgária’ para que gays e lésbicas tivessem um lugar para praticar esportes.

O resultado foi rápido. Nos EuroGames de Munique, em 2004, o clube emplacou 23 atletas búlgaros gays, e o Tangra recebeu o apoio da EGLSF (European Gay and Lesbian Sport Federation). No último OutGames, em Montreal, que aconteceu em 2006, Stanislav levou para casa oito medalhas. Formando-se em economia, pretende trabalhar para sustentar o Tangra, a sua maior paixão, a sua criança.

Um comentário:

Gospel disse...

Oi Mara, valeu pelos comentários lá no Gospel... Fiquei super feliz, inclusive, aproveitando a deixa, achei barbara o post sobre a arte do beijo na arte. Parabéns...

Grande abraço.