frase do dia: ‘a homofobia é mais uma constatação da perda da ternura no mundo, ser
preconceituoso com os LGBTs é retroceder; além de prejudicar o crescimento humano.’

(letícia spiller - atriz brasileira)

última atualização: 19/08/2009 20:36:42

terça-feira, 2 de setembro de 2008

morre pioneira da luta gay e homossexuais na profissão de james bond

pioneira da luta gay nos EUA morre dois meses após casar-se

A pioneira do ativismo pelos direitos das lésbicas nos Estados Unidos, Del Martin, 87 anos, morreu dias após ter se casado com a companheira Phyllis Lyon, de 83, no primeiro dia após a legalização da união de casais de mesmo sexo na Califórnia. Phyllis estava com ela na hora da morte e disse em nota: ‘Desde que nos conhecemos, há 55 anos, nunca pude imaginar o dia em que ela não estaria ao meu lado.’ As duas se casaram na prefeitura de San Francisco em 16 de junho. O prefeito Gavin Newson, que atuou como juiz de paz, escolheu-as para ser o primeiro casal gay a se unir legalmente na cidade em reconhecimento ao longo relacionamento de ambas e ao status delas na luta pelos direitos dos homossexuais.

Del e Phyllis estavam entre os autores da ação que levou a Justiça da Califórnia a autorizar a união de casais gays. Juntamente com seis outras mulheres, elas haviam fundado, em 1955, um clube para lésbicas que evoluiu em um grupo de defesa dos direitos das mulheres homossexuais. Elas escreveram um livro publicado em 1970, ‘Lesbian/Woman’, dizendo que as lésbicas deveriam ser vistas de um modo que fosse além da sexualidade. O prefeito Newson ordenou que a bandeira dos EUA da prefeitura de San Francisco fosse hasteada a meio mastro. (fonte: O Estado de São Paulo)

homossexuais são bem-vindos na profissão de james bond

O serviço de segurança interior britânico conta com o principal grupo homossexual do Reino Unido para o recrutamento de interessados em atuar na profissão de James Bond. De acordo com o jornal "The Sunday Times", o MI5, serviço de inteligência interior inglês, contratou os serviços do ‘Stonewall’, grupo do movimento gay do Reino Unido, para uma assessoria sobre como inscrever um maior número de homossexuais para o serviço. O grupo também assessorou o MI5 a cerca de como criar um ambiente de trabalho que anime funcionários homossexuais e que os ajudem a se sentirem cômodos a declararem sua orientação sexual. Até o começo dos anos 90, os homossexuais eram proibidos de ocuparem certos postos de alta segurança por se temer que se tornassem vítimas de chantagens.

Guy Burgess e Anthony Blunt, dois dos mais destacados espiões do chamado grupo de Cambridge, que transmitiu valiosos segredos diplomáticos e militares aos soviéticos durante a Segunda Guerra Mundial, eram gays.

O MI5 aparecerá ainda neste ano em um guia editado pela Stonewall que menciona quais empresas ou instituições o homossexual é bem recebido. Até então, o serviço de inteligência havia se esforçado para contratar muçulmanos britânicos e pessoas fluentes em idiomas asiáticos. A contratação de homossexuais surge como uma ótima novidade. Ben Summerskill, diretor do Stonewall, declarou ao jornal inglês que não há nenhuma razão para proibir que um oficial ou diretor seja um gay ou uma lésbica. (fonte: Folha de São Paulo)

3 comentários:

lailols disse...

Olá Mara,

para você que recomenda a visualização do seu blog pelo internet explorer, quero avisar que minha mais nova experiência é o Google Chrome. Não percebi muita diferença com relação ao internet explorer.

E assim estou lendo mais um post seu. Não gostei muito do segundo relato. Gay, tudo bem, mas fofoqueiro, digo, espião, aí já é demais.
Não brigue comigo.

Mara* disse...

realmente, gostei do google chrome, com ele o meu blog é visto por completo, e não pela metade como com o firefox, a quem você atribui dotes divinos, é uma porcaria essa que é a verdade, e analfabeto, não consegue ler muitas tags de html.

uma fofoquinha para salvar o mundo nunca é demais. estou rindo (detesto colocar ....rs....)

quando você aparece por aqui eu não brigo. detesto quando você 'fica se achando' e some.

ah! o google reader eu adoro, mas...perde-se muita coisa com ele, as novidades no blog por exemplo.

lailols disse...

Eu não leio pelo Google Reader, ele serve apenas para mostrar que há post novo. Eu vou ao blog, eu contribuo com meu click. Agora, se eu não comentar você não vai me ver - eu entro como usuário do Google. Se eu clicar no teu link lá no blog aí eu fico visível.

E comentar às vezes é difícil, seja pela nossa pressa ou por não conseguirmos entrar no clima do post.

Nem cerejas nem framboesas (acima); na minha infância eu gostava de amoras.