frase do dia: ‘a homofobia é mais uma constatação da perda da ternura no mundo, ser
preconceituoso com os LGBTs é retroceder; além de prejudicar o crescimento humano.’

(letícia spiller - atriz brasileira)

última atualização: 19/08/2009 20:36:42

quarta-feira, 16 de abril de 2008

filme: yossi & jagger

título no Brasil: 'delicada relação'
gênero: drama
origem: israel
ano de lançamento: 2002
direção: eytan fox
roteiro: avner bernheimer
elenco: ohad knoller, yehuda levi, assi cohen, aya koren
premiação: melhor ator (ohad knoller) no festival de 'Tribeca'

Tratar a homossexualidade no cinema é uma tarefa relativamente espinhosa. É tentador e facílimo descambar para o estereótipo. Imagine, então, fazer um filme sobre um casal de homossexuais dentro do Exército. E nada menos do que o Exército de Israel, um dos mais poderosos do mundo. ‘Yossi & Jagger’ narra, com muita sensibilidade, a história verídica do romance homossexual de dois jovens oficiais em desolada base militar na fronteira entre Israel e Líbano. Eles são comandantes, estão apaixonados, e tentam encontrar um lugar apenas deles em meio a um sistema opressivo e rigoroso, que os leva a defender uma causa na qual não necessariamente acreditam. Yossi, o comandante da companhia, é um cara introvertido e do tipo "integrado ao sistema".

Jagger, o comandante do pelotão, é um sujeito aberto e bem mais liberado. Ele também é o astro da companhia. Yossi está absolutamente determinado a manter o caso em segredo, enquanto Jagger, que está prestes a deixar o serviço militar, acha que Yossi deve deixar o exército e partir com ele. ‘Yossi & Jagger’ retrata de forma corajosa, genuína, divertida e às vezes até dolorosa, o complicado tema que é a homossexualidade nas forças armadas. Também retrata a trágica estrutura de vida de jovens israelenses hoje em dia.

O filme apresenta um conjunto encantador de jovens homens e mulheres, que deveriam, a essa altura de suas vidas, estar dançando, estudando e amando. Ao invés disso, devido ao serviço militar obrigatório e à complicada situação na região, eles são obrigados a devotar seus anos mais belos a seu país, para serem soldados, para matar e serem mortos. Em ‘Yossi & Jagger’ você poderá ver um chef que encontra prazer na culinária gourmet, um soldado que acredita em reencarnação e duas mulheres que tentam sobreviver no mundo dos homens. Mostrando os detalhes aparentes da vida dos comandantes e seus soldados, os criadores do filme enfatizam a situação distorcida na qual homens e mulheres são forçados a viver e morrer. O filme tem cenários modestos, mas realistas, roteiro sem grandes reviravoltas, nenhum efeito especial digno de nota.

É um filme cult mas sem ser chato. Não é um filme militar de amor, nem um filme gay de amor. É um filme de amor e apenas isso. Ponto final. Os conflitos da relação entre os dois são conflitos inerentes a vários tipos de relações proibidas ou complicadas, o que não é exclusividade das relações homossexuais. 'Yossi & Jagger’ é um filme simples e sem ostentação, não por menos, os personagens vivem dizendo 'este não é um filme americano'. Fato. Ninguém vira purpurina, ninguém é espancado por sua escolha. Trata-se, somente, da solidão, da opção pelo silêncio. E isto, geralmente, é terrível.

Um comentário:

requeri disse...

isso aqui tá bom demais!!! beijo. sara logo.